Vulnerabilidade emocional na interação da empresa e colaboradores

Vulnerabilidade emocional na interação da empresa e colaboradores

Quando falamos de vulnerabilidade emocional, falamos de sofrimentos emocionais das pessoas. Em outras palavras, de fatores que podem causar diversas doenças psicológicas. Mas a sua empresa sabe como diagnosticar os fatores que podem indicar esses riscos em seus colaboradores? Para responder essa pergunta, precisamos entender algumas questões primárias sobre o tema.

O conceito de vulnerabilidade se relaciona à fragilidade de uma pessoa. A princípio, ele diz de uma susceptibilidade negativa a fatores externos. Essa fragilização pode ter a ver com questões de autoconfiança abalada ou não construída. Por exemplo, inseguranças básicas, ansiedades, preocupações, falta de energia. Assim, um colaborador vulnerável pode apresentar uma junção dessas condições e manifestá-las de diversas formas.

Nesse sentido, vamos entender melhor os pontos que permeiam a interação da empresa e colaboradores em um momento marcado pela vulnerabilidade psicológica.

O que é vulnerabilidade psicológica

A vulnerabilidade psicológica se refere a uma condição emocional e mental em que uma pessoa está mais suscetível a experimentar dificuldades e desafios em sua saúde mental. Ela pode ser influenciada por uma série de fatores, como traumas passados, estresse crônico, eventos traumáticos recentes, condições de vida desfavoráveis, transtornos mentais, baixa autoestima, falta de apoio social, entre outros.

Quando alguém está em um estado de vulnerabilidade psicológica, pode enfrentar dificuldades para lidar com as demandas e pressões do dia a dia. Essa pessoa pode ser mais sensível às adversidades, ter dificuldades em regular suas emoções e apresentar uma maior propensão a desenvolver problemas de saúde mental, como ansiedade, depressão, transtornos de estresse pós-traumático, entre outros.

A vulnerabilidade psicológica pode variar em intensidade e duração, dependendo das circunstâncias e dos recursos de enfrentamento disponíveis para a pessoa. É importante ressaltar que a vulnerabilidade psicológica não é uma fraqueza ou defeito pessoal, mas sim uma resposta natural a fatores desafiadores e estressores.

É fundamental reconhecer a vulnerabilidade psicológica e buscar apoio adequado. Isso pode incluir a busca de ajuda profissional de psicólogos, terapeutas ou outros profissionais de saúde mental. Além disso, é importante fortalecer recursos pessoais e sociais, como a construção de relacionamentos saudáveis, o desenvolvimento de habilidades de enfrentamento, a prática de autocuidado e a busca de um estilo de vida equilibrado.

A compreensão da vulnerabilidade psicológica é essencial para promover a empatia, a compaixão e a criação de ambientes de suporte e acolhimento. É importante lembrar que todos nós, em diferentes momentos da vida, podemos experimentar vulnerabilidades psicológicas, e é fundamental oferecer apoio e compreensão a quem está passando por esses desafios.

Você pode se interessar também: Como Garantir a Segurança do Trabalho e prevenir acidentes com a ajuda da MAPA Avaliações

Impactos do isolamento social na cultura da empresa

Ao se tratar de um contexto crítico, como o isolamento social, os olhares da empresa precisam estar atentos aos impactos que isso causa em sua equipe, principalmente no âmbito emocional. Isso porque são eles a força de trabalho que movimentam o negócio. Bem como também são eles que representam a cultura da empresa na prática. Logo, preocupar-se com sua saúde e equilíbrio emocional é algo crucial.

Quando a saúde emocional está de alguma forma ameaçada, pode-se observar consequências diretas na capacidade produtiva. Este é um fator inicial, mas que já desperta um alerta para a necessidade de avaliações voltadas para este contexto. Afinal, elas poderão fornecer informações essenciais na promoção de medidas preventivas ou tratativas sobre um problema já instaurado.

O isolamento social é consequência de um momento de crise. Além disso, ele associa-se a uma mudança drástica no modo de vida das pessoas. É um momento de privações de convivência e adaptação na forma como o trabalho é visto e executado. Muitas pessoas estão longe do seu ambiente físico de trabalho, executando suas tarefas em casa. 

Esse cenário para a maioria das pessoas representa uma vivência de incertezas, ansiedades, inseguranças, medos e tanto outros sentimentos que afetam de forma negativa seu estado de saúde emocional. 

Isso impacta não só no âmbito individual ou familiar, mas também será manifesto no trabalho. Isso com desdobramentos que podem condizer com pequenos problemas de execução de atividade até questões mais relevantes em relação à cultura da empresa como um todo.

A equipe pode ficar desmotivada ou perdida em relação a si e a seu meio. Inclusive, isso pode levar a um distanciamento dos valores vigentes da empresa. Outro fator é o afastamento devido à doença psíquica.

Saiba tudo sobre cultura organizacional: importância, benefícios e como implementar

Vulnerabilidade psicológica e isolamento social na interação empresa e colaboradores

O isolamento social impacta na saúde emocional. Que, por sua vez, é uma questão crucial para preservar a cultura da empresa. Porém, a relação saúde emocional e trabalho vai além disso. Sua ligação com o conceito de vulnerabilidade nos alerta para seu aumento em nosso cenário atual.

Entre os impactos do isolamento social na forma de vida das pessoas, temos o  impacto emocional. Visto que o enfraquecimento da saúde nesse sentido pode levar a doenças psíquicas. Nesse sentido, o isolamento é algo atípico e tem exigido de cada pessoa uma estratégia de enfrentamento individual. Vale dizer que nem sempre existe uma base emocional sólida para que isso aconteça com equilíbrio.

Visto isso, grande parte das pessoas pode ter inseguranças que levam à vulnerabilidade psicológica. Nesse contexto, a empresa deve se preocupar em formas possíveis de se avaliar e entender a pessoa como uma estratégia de enfrentamento ou mesmo prevenção em meio a crise.

Como o teste MAPA pode ajudar a identificar a vulnerabilidade?

Avaliar a personalidade permite analisar pontos de vulnerabilidade na equipe. Também é possível perceber os seus pontos de força e mecanismos de estratégia e suporte que o colaborador possui para lidar com os obstáculos na vida diária.

O teste de personalidade MAPA avalia as Competências de Autogestão. Depois, através da junção dessa análise com demais características, oferece o indicador  de vulnerabilidade. Este se associa a um conjunto de indicadores sobre saúde emocional.

Sendo assim, o uso de um teste de personalidade completo junto a uma avaliação psicológica feita pelos profissionais corretos, é a melhor e mais segura forma de obter informações com embasamento. Isso sem dizer que elas vêm junto a um entendimento do contexto. Através dessa avaliação, a empresa consegue colocar em prática estratégias de enfrentamento mais assertivas e adequadas à necessidade do negócio.

Teste de personalidade: desvendando o perfil do candidato com o MAPA

Conclusão

A partir disso, podemos entender que a interação empresa e colaboradores é permeada por complexidades. Essas ficam em evidência em momento atípicos da história. O entendimento disso e a preocupação em como agir traz aspectos positivos para essa interação que dá corpo ao bom andamento do negócio.

Agora que você já tem informações para pensar sobre a interação da empresa e colaboradores em um momento marcado pela vulnerabilidade psicológica, fica mais fácil pensar na melhor forma de aplicar esse conhecimento. Da mesma forma como utilizar disso para otimizar o andamento da empresa e a qualidade da saúde da equipe.

A MAPA é uma empresa com as ferramentas necessárias para ajudar nesse momento e fazer com que sua empresa se fortaleça mesmo em um momento de crise.

Acesse o site da MAPA e veja como nossa empresa pode ajudar você e a sua empresa!