O que é comportamento seguro e como as ferramentas MAPA podem ajudar empresas

O que é comportamento seguro e como as ferramentas MAPA podem ajudar empresas

Como identificar e minimizar fatores de risco que podem desencadear acidentes de trabalho? Essa é uma pergunta recorrente de muitas organizações. O desafio é incentivar o comportamento seguro com o auxílio de ferramentas que consigam avaliar como os profissionais se adaptam ao ambiente de trabalho, considerando as regras e os protocolos de segurança.

 A avaliação psicológica e a avaliação psicossocial são instrumentos eficazes quando o assunto é prevenção de acidentes no trabalho. Essas ferramentas permitem que as empresas consigam perceber tendências de comportamento que pode ser perigosos para o profissional ou para os colegas.

Será que o profissional está preparado para assumir responsabilidades maiores? Como está a saúde emocional da equipe? O trabalhador está preparado física e mentalmente para trabalhar com atividades que envolvam riscos?

Basicamente, as avaliações trazem à tona tendências, características e disposições dos trabalhadores em relação à segurança. Isso ao passo que mune as organizações de informações para construção de estratégias/ações que incentivem adoção do comportamento seguro no ambiente laboral.

O que é comportamento seguro e como as ferramentas MAPA podem ajudar empresas

O que é comportamento seguro?

O comportamento seguro diz da capacidade de estabelecer padrões para o comportamento dos colaboradores visando à prevenção de acidentes e outras formas de risco no ambiente de trabalho. É essencial para a segurança da empresa e para a saúde e bem-estar dos seus trabalhadores.

Sendo assim, o colaborador deve estar ciente dos riscos que sua profissão oferece e, assim, adotar ações e medidas para proteger a sua integridade e a dos demais colegas.

O comportamento seguro diz também do que a empresa deve fazer para proteger a equipe, de modo a oferecer um ambiente saudável para que as tarefas laborais sejam feitas da melhor maneira possível. 

Por exemplo, verificar equipamentos, cuidar da ergonomia, saúde mental e manter o ambiente em condições salubres são algumas das obrigações organizacionais. Inclusive, é lei proteger a integridade do trabalhador no local de trabalho e incentivar o comportamento seguro. Sabendo dos altos números de acidentes laborais, uma boa gestão de pessoas deve apostar nas ações de prevenção de segurança dentro da empresa. 

Avaliação psicossocial auxilia empresas na prevenção de acidentes

A avaliação psicossocial pode contribuir de forma efetiva para a prevenção de acidentes de trabalho. E, principalmente, para a manutenção da saúde e qualidade de vida do colaborador dentro do seu contexto de trabalho. 

A partir do diagnóstico oferecido pela metodologia, é possível identificar aspectos tanto emocionais como do ambiente organizacional que podem contribuir para o adoecimento, mas também para identificar estratégias que possibilitam a satisfação no trabalho.

Inclusive, a avaliação psicossocial pode ser aplicada não apenas em atividades determinadas pelas Normas Regulamentadoras (NRs), sobretudo  atividades em espaço confinado (NR-33) e em altura (NR-35),  mas em toda a organização que considera a saúde e o bem-estar dos trabalhadores enquanto aspectos centrais na estrutura do trabalho.

Confira: Avaliação psicossocial: o que é, como funciona e como aplicar

Inventário de Risco Psicossocial da MAPA

O Inventário de Risco Psicossocial desenvolvido pela MAPA possui o objetivo de avaliar o sujeito por meio das dimensões sociais em que ele está inserido, como situação familiar, qualidade de vida, saúde e bem estar, relacionamento e vida profissional. Ele possibilita identificar como a relação com as dimensões sociais podem impactar a saúde emocional e a capacidade de execução das tarefas.

Avaliação psicológica para o comportamento seguro

Entre as mais variadas formas de prevenção de acidentes, que consistem em verificar equipamentos, cuidar da ergonomia e manter o ambiente em condições salubres, uma ação imprescindível é entender o profissional e trabalhar a percepção de risco a fim de oferecer um ambiente seguro.

E é aí que entra a avaliação psicológica. Ela pode ser entendida como um processo cujo objetivo é investigar fenômenos psicológicos, como as características e particularidades de um indivíduo ou de um grupo. Ela busca entender  as habilidades, comportamentos, traços e o potencial de cada pessoa. 

Com ela, é possível desenvolver os profissionais por meio de treinamentos específicos e gerais, otimizando a sua formação e aumentando a motivação. A avaliação também permite melhorar a forma como as pessoas são geridas, a comunicação da empresa. Bem como os relacionamentos interpessoais, o diálogo com a liderança e outras questões.

Para diminuir os índices de acidentes, a empresa pode utilizar a avaliação psicológica para revisar os processos de contratação de profissionais. Da mesma forma, investir no bem-estar e na redução de riscos por meio de campanhas e ações de prevenção que considerem os aspectos sociais, psicológicos, físicos e econômicos.

Ao melhorar o ambiente, o clima, a qualidade de vida, os procedimentos, o conhecimento e o acompanhamento periódico, já temos meio caminho andado para que os profissionais possam atuar de forma mais produtiva e segura. E, assim, minimizar a ocorrência dos acidentes de trabalho.

Vale lembrar que os resultados da avaliação psicológica devem levar em conta e analisar o contexto histórico e social do profissional. Na verdade, a proposta é que ela atue não apenas sobre o sujeito, mas de forma a modificar os condicionantes que operam desde a formulação da demanda até o fim do processo. 

Teste de personalidade MAPA

Em maior ou menor grau, os colaboradores estão sujeitos a riscos no ambiente corporativo. Eles podem ser de caráter físico, ergonômico, biológico, químico e acidental. Esses riscos ocupacionais podem, inclusive, comprometer a saúde emocional do indivíduo. Diante disso, o que as empresas podem fazer para prevenir acidentes e garantir a segurança do trabalho?

O teste de personalidade MAPA pode ser uma ótima alternativa para ajudar a empresa a traçar estratégias que ofereçam a segurança do trabalho. Afinal, ele consegue identificar diversos traços de personalidade do colaborador, levando em consideração suas características e competências de forma contextualizada. 

Risco

No quesito exposição ao risco, o teste de personalidade MAPA avalia as habilidades corporais com foco no desenvolvimento psicomotor que se relaciona à facilitação de processos corporais e redução de risco físico.

Da mesma forma, são avaliados o gosto pelo risco e velocidade, onde é possível identificar a tendência a comportamento mais imprudentes. Por exemplo, se o colaborador tem gosto por aventuras perigosas ou situações arriscadas.

O quanto um profissional está vulnerável emocionalmente?  Como é sua relação com atividades arriscadas? Quanto ele gosta de velocidade? Todas essas dimensões são avaliadas, bem como outros comportamentos que demonstram a propensão à ansiedade e traços atrelados à precipitação.

Veja mais sobre o  papel da análise de risco na segurança do trabalho AQUI!

A princípio, os resultados gerados trazem profundidade de informações que facilitam tomadas de decisões mais assertivas, alinhamento adequado nos momentos de contratação, recolocações internas, construção de planos de desenvolvimento, alinhamento de fit cultural, construção de diagnósticos organizacionais e entendimento de susceptibilidade a comportamentos de risco.

Somando-se a isso, é preciso ressaltar que o teste de personalidade tem como proposta entender o momento dos profissionais. Nesse sentido, ele destaca os fatores de risco para determinado contexto e setor, mas, mais do que isso, pontua as características que atuam como medidas protetivas. Essas também podem impactar quando o assunto é promoção de um ambiente saudável.

Conheça a MAPA e invista no comportamento seguro

Somos uma das principais players no mercado brasileiro de avaliação de pessoas no contexto do trabalho. Temos uma solução validada, 100% digital e reconhecida pelo Conselho Federal de Psicologia. Parametrizamos competências e correlacionamos dados para desenvolver um processo de melhoria contínua que acompanha a transformação das pessoas e empresas.

Por fim, vale dizer que atuamos em todo o segmento industrial, logístico, minerário, de energia, agronegócio, segurança e saúde. Basicamente, estamos onde o risco está presente e as avaliações psicológicas e psicossociais são obrigatórias. Da mesma maneira, nos fazemos presentes em qualquer empresa onde o comportamento, a atenção, a cognição e a inteligência emocional são essenciais para a preservação da vida.

Entre em contato conosco!