Avaliação psicológica ou avaliação comportamental: entenda quando usá-las

Avaliação psicológica ou avaliação comportamental: entenda quando usá-las

Principais diferenças entre essas avaliações

Uma forma de aplicar a análise do comportamento na psicologia é através da avaliação comportamental. Esse método consiste em entender como um indivíduo reage a diferentes estímulos e situações. Para isso, o psicólogo observa o padrão de comportamento do sujeito, que pode ser afetado por fatores internos e externos da psicologia.

Já a avaliação psicológica auxilia na tomada de decisão e traz informações que permitem o desenvolvimento de hipóteses sobre o profissional ou grupo. Por ser mais ampla, possibilita perceber a fundo os fenômenos psicológicos, características de personalidade, atenção, raciocínio e inteligência, compreendendo, assim, como o profissional se comporta e sente.

Em outras palavras, a avaliação comportamental está relacionada ao comportamento, ou seja, serve para identificar os padrões do candidato, atitudes e desempenho. Já a avaliação psicológica, está mais atrelada a processos psicológicos. Aqui, o propósito é entender a forma como o indivíduo atua psicologicamente e suas capacidades.

Um adendo muito importante: segundo o Conselho Federal de Psicologia (CFP), o psicólogo é o único profissional que tem a permissão para fazer avaliações psicológicas e comportamentais.

Soluções da Mapa

Na Mapa, usamos uma metodologia completa para entender pessoas por meio de ciência e dados. Dentro da avaliação psicológica, oferecemos às empresas diversos instrumentos e soluções, como o teste de personalidade MAPA, uma ferramenta 100% on-line que evidencia características emocionais, motivacionais e atitudes de determinada pessoa ou grupo. Nesse sentido, mostra como os sujeitos tendem a se comportar em situações distintas, sendo crucial no ambiente de trabalho.

O teste de personalidade avalia até 48 traços, trazendo uma profunda análise que pode auxiliar na tomada de decisões dentro da empresa. A amplitude de traços avaliados por este teste permite resultados mais profundos e, assim, mais eficientes.

As vantagens do uso do nosso instrumento são várias:

  • Verifica a disposição da pessoa em se envolver com situações de risco;
  • Possui cinco estudos de validade e dois estudos de precisão;
  • É um teste on-line com sistema de gestão;
  • Armazena os testes na Nuvem e oferece backup constante.

Então, que tal conhecer de perto a nossa ferramenta que gera dados por meio da avaliação de personalidade?

Entre em contato com um de nossos especialistas!

Na área de Recursos Humanos, entenda que a psicologia desempenha um papel crucial na avaliação dos profissionais e de suas competências no processo seletivo. Para tal, são utilizadas diversas ferramentas, incluindo a avaliação psicológica e a avaliação comportamental, ambas essenciais no processo seletivo e é fundamental saber usá-las com propriedade.

A avaliação psicológica emprega testes padronizados e validados para analisar aspectos da personalidade, inteligência, aptidões e interesses dos candidatos ou colaboradores. Já a avaliação comportamental foca nas ações observáveis e mensuráveis dos indivíduos para identificar seus pontos fortes e fracos, além das possibilidades de desenvolvimento.

Ambas as ferramentas são fundamentais para influenciar a gestão de pessoas e os resultados da organização de maneira significativa.

Por que optar por avaliação psicológica e comportamental nas empresas?

Uma das possibilidades de utilizar a psicologia no contexto organizacional é através de avaliações psicológicas ou comportamentais, que são fundamentadas nos conceitos da análise do comportamento. Essas avaliações visam melhorar os processos da empresa, como: incrementar as vendas, maximizar os lucros, promover uma comunicação efetiva e respeitosa, reduzir os custos e manter os colaboradores satisfeitos e comprometidos. 

Dessa forma, as avaliações psicológicas ou comportamentais, baseadas na análise do comportamento, funcionam como uma ferramenta comportamental importante para o crescimento empresarial e para o processo seletivo.

Para se destacar no mercado, é necessário dispor de ferramentas que possibilitem ir além da concorrência. Na maioria das vezes, o que faz a diferença não é o melhor equipamento ou as tecnologias mais avançadas.

Além disso, é preciso ter na equipe profissionais qualificados e adequados para exercer suas funções de forma eficiente, buscando atingir os objetivos e metas da organização. Nesse sentido, a análise do comportamento pode auxiliar na seleção, no treinamento e na avaliação de desempenho dos colaboradores, além de favorecer um clima organizacional propício à inovação e à colaboração. 

Assim, a análise do comportamento se configura como uma ferramenta comportamental estratégica para as empresas que almejam excelência e qualidade em seus serviços e um processo seletivo eficaz.

A análise do comportamento é uma ferramenta comportamental que pode ser aplicada em diversos contextos organizacionais, desde a gestão de pessoas até a gestão de processos. Ela permite compreender e modificar o comportamento humano, levando em conta os fatores ambientais que o influenciam. Com isso, é possível promover mudanças positivas no ambiente de trabalho, aumentando a produtividade, a satisfação e o engajamento dos colaboradores.

Pensando nisso, os profissionais de RH têm em mãos diversos recursos para ter um processo de recrutamento e seleção eficiente. Entre eles, a avaliação psicológica e a avaliação comportamental. 

Avaliação psicológica e comportamental: quais as diferenças?

A avaliação psicológica pode ser entendida como um processo estruturado cujo objetivo é investigar fenômenos psicológicos, como as características e particularidades de um indivíduo ou de um grupo. 

Ela tem como objetivo facilitar a tomada de decisão e engloba a integração de informações que são fruto de diversas fontes, como testes psicológicos, entrevistas, análises de documentos, dinâmicas de grupo etc.

É possível dizer que, com a avaliação psicológica, a empresa é capaz de identificar traços de personalidade, bem como coletar dados acerca da inteligência, aspectos emocionais, habilidades cognitivas, entre outros.

No âmbito corporativo, a avaliação psicológica é bastante útil, uma vez que norteia em que setor ou cargo o candidato à vaga pode trabalhar com as características e habilidades que possui. 

Vale ressaltar que os resultados da avaliação psicológica devem levar em conta e analisar o contexto histórico e social do profissional, bem como os seus efeitos sobre ele. A proposta é que ela atue não apenas sobre o sujeito, mas de forma a modificar os condicionantes que operam desde a formulação da demanda até o fim do processo. Veja: Avaliação Psicológica Para Empresas De Risco Grau 4

No campo dos Recursos Humanos, é vital reconhecer o papel central da psicologia nas avaliações psicológicas dos profissionais, que são cruciais para discernir suas habilidades durante o recrutamento. Utilizam-se métodos variados, destacando-se as avaliações psicológicas e comportamentais, indispensáveis no processo de seleção e cujo uso adequado é imprescindível.

As avaliações psicológicas são realizadas através de testes estandardizados e aprovados, que medem traços de personalidade, inteligência, capacidades e interesses dos indivíduos, sejam candidatos ou membros da equipe. Por outro lado, as avaliações comportamentais concentram-se em comportamentos concretos e quantificáveis para apurar qualidades e limitações, bem como potencialidades para o crescimento pessoal e profissional.

Essas abordagens são essenciais para impactar positivamente a administração de talentos e contribuir para os objetivos estratégicos da empresa.

Por que optar por avaliação psicológica e comportamental nas empresas?

No contexto organizacional, as avaliações psicológicas desempenham um papel crucial, tanto na otimização dos processos internos quanto no fortalecimento do desenvolvimento empresarial. Essas avaliações, ancoradas nos princípios da análise do comportamento, buscam não apenas impulsionar as vendas e maximizar lucros, mas também promover uma comunicação interna eficaz e um ambiente de trabalho respeitoso. Além disso, as avaliações psicológicas contribuem para a redução de custos e para a manutenção de uma força de trabalho satisfeita e engajada.

Para alcançar uma posição de destaque no mercado, é essencial contar com estratégias que ultrapassem as capacidades da concorrência. Frequentemente, o diferencial competitivo não está nos equipamentos de ponta ou nas tecnologias mais recentes, mas sim na capacidade de contar com uma equipe de profissionais altamente qualificados e alinhados com os valores e metas da organização. Neste aspecto, as avaliações psicológicas são fundamentais para a seleção e treinamento de colaboradores, bem como para a avaliação de seu desempenho, contribuindo para um ambiente organizacional que favorece a inovação e a colaboração. Portanto, a análise do comportamento emerge como uma ferramenta estratégica comportamental para empresas que buscam a excelência e um processo seletivo que garanta a qualidade em seus serviços.

A análise do comportamento é uma ferramenta comportamental que pode ser aplicada em diversos contextos organizacionais, desde a gestão de pessoas até a gestão de processos. Ela permite compreender e modificar o comportamento humano, levando em conta os fatores ambientais que o influenciam. Com isso, é possível promover mudanças positivas no ambiente de trabalho, aumentando a produtividade, a satisfação e o engajamento dos colaboradores.

Pensando nisso, os profissionais de RH têm em mãos diversos recursos para ter um processo de recrutamento e seleção eficiente. Entre eles, a avaliação psicológica e a avaliação comportamental. 

Avaliação psicológica e comportamental: quais as diferenças?

A avaliação psicológica pode ser entendida como um processo estruturado cujo objetivo é investigar fenômenos psicológicos, como as características e particularidades de um indivíduo ou de um grupo. 

Ela tem como objetivo facilitar a tomada de decisão e engloba a integração de informações que são fruto de diversas fontes, como testes psicológicos, entrevistas, análises de documentos, dinâmicas de grupo etc.

É possível dizer que, com a avaliação psicológica, a empresa é capaz de identificar traços de personalidade, bem como coletar dados acerca da inteligência, aspectos emocionais, habilidades cognitivas, entre outros.

No âmbito corporativo, a avaliação psicológica é bastante útil, uma vez que norteia em que setor ou cargo o candidato à vaga pode trabalhar com as características e habilidades que possui. 

Vale ressaltar que os resultados da avaliação psicológica devem levar em conta e analisar o contexto histórico e social do profissional, bem como os seus efeitos sobre ele. A proposta é que ela atue não apenas sobre o sujeito, mas de forma a modificar os condicionantes que operam desde a formulação da demanda até o fim do processo. 

Veja: Avaliação Psicológica Para Empresas De Risco Grau 4

avaliações psicologicas

Avaliação comportamental

E a avaliação comportamental, como ela se caracteriza? Na verdade, trata-se de um processo de mapeamento de postura e comportamento observável do indivíduo, como  o próprio nome sugere. O objetivo aqui é fazer uma análise comportamental a fim de identificar e perceber os padrões do candidato ou do profissional, bem como as suas atitudes e desempenho.

A avaliação comportamental, baseada em princípios da psicologia, é uma ferramenta de autoconhecimento que revela as habilidades e limitações do indivíduo. Ela ajuda a identificar os pontos fortes e os pontos a desenvolver de cada pessoa, contribuindo para uma maior assertividade no processo seletivo. Isso porque cada vaga tem as suas especificidades, que devem estar alinhadas com o perfil do candidato e com a psicologia da organização.

Em resumo, esse tipo de avaliação busca compreender as características individuais de cada pessoa, tais como: a sua atitude em relação a outros indivíduos, o seu comportamento diante de diferentes situações e os seus fatores motivacionais, por exemplo.

A avaliação comportamental, além de contribuir para os processos de recrutamento e seleção, ainda ajuda a diminuir o turnover, bem como a aumentar a produtividade e a motivação dos funcionários.

avaliações psicologicas

Principais diferenças entre essas avaliações

Uma forma de aplicar a análise do comportamento na psicologia é através da avaliação comportamental. Esse método consiste em entender como um indivíduo reage a diferentes estímulos e situações. Para isso, o psicólogo observa o padrão de comportamento do sujeito, que pode ser afetado por fatores internos e externos da psicologia.

Já a avaliação psicológica auxilia na tomada de decisão e traz informações que permitem o desenvolvimento de hipóteses sobre o profissional ou grupo. Por ser mais ampla, possibilita perceber a fundo os fenômenos psicológicos, características de personalidade, atenção, raciocínio e inteligência, compreendendo, assim, como o profissional se comporta e sente.

Em outras palavras, a avaliação comportamental está relacionada ao comportamento, ou seja, serve para identificar os padrões do candidato, atitudes e desempenho. Já a avaliação psicológica, está mais atrelada a processos psicológicos. Aqui, o propósito é entender a forma como o indivíduo atua psicologicamente e suas capacidades.

Um adendo muito importante: segundo o Conselho Federal de Psicologia (CFP), o psicólogo é o único profissional que tem a permissão para fazer avaliações psicológicas e comportamentais.

Soluções da MAPA 

Na MAPA, usamos uma metodologia completa para entender pessoas por meio de ciência e dados. A nossa atuação engloba cultura organizacional, liderançasegurança do trabalhosaúde emocional e muito mais.

Dentro da avaliação psicológica, oferecemos às empresas o teste de personalidade MAPA, uma ferramenta 100% on-line que evidencia características emocionais, motivacionais e atitudes de determinada pessoa ou grupo. Nesse sentido, mostra como os sujeitos tendem a se comportar em situações distintas, sendo crucial no ambiente de trabalho.

O MAPA avalia até 48 traços, trazendo uma profunda análise que pode auxiliar na tomada de decisões dentro da empresa. A amplitude de traços avaliados por este teste permite resultados mais profundos e, assim, mais eficientes.

As vantagens do uso do nosso instrumento são várias. O MAPA:

  • Verifica a disposição da pessoa em se envolver com situações de risco;
  • Possui cinco estudos de validade e dois estudos de precisão;
  • É um teste on-line com sistema de gestão;
  • Armazena os testes na Nuvem e oferece backup constante.

Então, que tal conhecer de perto a nossa ferramenta que gera dados por meio da avaliação de personalidade?

Entre em contato com um de nossos especialistas!