Avaliação psicossocial: o que é, como funciona e como aplicar

Avaliação psicossocial: o que é, como funciona e como aplicar

A saúde mental é um tema que ainda enfrenta muitos preconceitos e mitos na sociedade atual. Por isso, nem sempre as empresas reconhecem os riscos emocionais que podem afetar seus funcionários, como estresse, ansiedade e depressão. Esses fatores podem comprometer o bem-estar e a produtividade dos colaboradores. Por isso, é fundamental que as empresas saibam como funciona e como aplicar uma avaliação psicossocial.

Ela analisa características pessoais do sujeito, como saúde e bem-estar. Além de aspectos da organização do trabalho associadas a recursos fornecidos e demandas de diversas naturezas do colaborador, assim como aspectos sociais.

O que é uma avaliação psicossocial?

Cada vez mais, falamos da importância de cuidar da saúde como um todo. As empresas devem estar atentas, mais do que à segurança e à saúde física dos colaboradores, aos aspectos psicológicos. É possível evitar questões como turnover, absenteísmo e adoecimento mental mediante ações de prevenção e controle.

Uma forma de entender melhor os aspectos comportamentais e psicológicos do indivíduo é aplicar testes e avaliações que possam identificar os fatores de risco e as estratégias de prevenção. Podemos fazê-lo por meio da avaliação psicossocial, que tem como foco a análise dos fatores psicossociais relacionados ao sujeito.

Sobre a avaliação psicossocial

Se pararmos para refletir, percebemos que existem várias atividades no universo corporativo que exigem muito controle emocional dos colaboradores. Isso, por vezes, pode acarretar em um enorme desgaste psíquico e sofrimento emocional. 

Sabendo disso, é mais do que essencial falar sobre avaliação psicossocial. Ela se trata de uma análise que direciona os profissionais que atuam em situações de risco. Além disso, leva em consideração o alto índice de estresse e sofrimento aos quais eles são submetidos no dia a dia para a realização do trabalho.

Ela considera toda a atividade laboral e envolve a compreensão das correlações entre as tarefas, a organização da jornada e intensidade, relações interpessoais, fatores externos e psíquicos, aptidões, valores, crenças e desejos do indivíduo

Uma forma de avaliar a saúde mental dos trabalhadores é por meio da avaliação psicológica. Essa ferramenta permite conhecer melhor os traços de personalidade, o estilo de enfrentamento e os fatores de estresse do indivíduo. Assim, é possível prevenir problemas como acidentes, doenças relacionadas ao trabalho e síndrome de Burnout, que afeta a qualidade de vida e o desempenho profissional.

Ou seja, o objetivo da avaliação é identificar e mapear fatores de riscos, analisar as condições de exposição ao risco, entender sobre alguns aspectos de comportamento. E, a partir dos resultados, ter uma tomada de decisão mais assertiva em relação ao indivíduo em si e a planos de ação em relação ao ambiente, por exemplo.

Para quem a avaliação psicossocial é indicada e quem deve aplicá-la?

De acordo com a Constituição Federal, um dos direitos dos trabalhadores é a redução dos riscos inerentes ao trabalho por meio de normas de saúde, higiene e segurança. 

Tendo em vista a necessidade do cuidado com o colaborador, o Ministério do Trabalho criou as Normas Regulamentadoras (NR), que consistem em obrigações que os trabalhadores e empregadores devem cumprir. A ideia é garantir um trabalho seguro e sadio, prevenindo a ocorrência de doenças e acidentes de trabalho.

Para garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores que atuam em espaço confinado (NR-33) e em altura (NR-35), a avaliação psicossocial passou a ser um requisito obrigatório para essas atividades.

Quem deve aplicá-la

Dito isso, a Avaliação Psicossocial deve ser feita por um profissional habilitado como psicólogo ou psiquiatra. Já a indicação do exame deve partir do médico coordenador do Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) da organização.

É importante se atentar à periodicidade, pois, mesmo que o profissional seja contratado em boas condições de saúde, é possível que ele sofra com fatores estressores ao longo do tempo, comprometendo suas tarefas e bem-estar. 

Para quem é indicada

Realizamos a avaliação em profissionais que atuam em áreas com a presença de possíveis riscos, de acordo com as normas regulamentadoras (NRs), seguindo as Diretrizes do Ministério do Trabalho. 

Ela pode ser composta por testes psicológicos e questionários de avaliação psicossocial, com vistas a investigar características pessoais como saúde e bem-estar. Mas também como características estruturais da organização do trabalho associadas a recursos fornecidos e demandas de diversas naturezas do trabalhador.

Sabendo disso, é possível dizer que a avaliação de risco psicossocial é um método bastante eficiente para identificar e fazer uma análise adequada dos fatores de risco psicossocial. Afinal, eles podem impactar a saúde, a satisfação e o desempenho de toda uma equipe.

Inventário de Avaliação Psicossocial da MAPA

Para nós, a prevenção de acidentes começa quando enxergamos o ser humano em sua integralidade. É por isso que uma de nossas soluções é o Inventário de Avaliação Psicossocial.

Ele consiste em um questionário de autoavaliação, que analisa características pessoais como saúde e bem-estar. Inclui, ainda, características estruturais da organização do trabalho associadas a recursos fornecidos e demandas de diversas naturezas do trabalhador.

Em resumo, o Inventário de Avaliação Psicossocial da MAPA tem como proposta avaliar o sujeito por meio das dimensões sociais em que ele se encontra, como situação familiar, qualidade de vida, relacionamento e vida profissional. Dessa maneira, ele procura identificar a possibilidade de esses contextos sociais terem impacto (ou não) na saúde emocional do colaborador e na sua capacidade de execução da tarefa.

Entre em contato com a gente!