Saúde emocional nas empresas: um guia para o bem-estar no trabalho

Saúde emocional nas empresas: um guia para o bem-estar no trabalho

A saúde emocional é um aspecto essencial para o bem-estar geral, e isso também se aplica ao ambiente de trabalho. Neste guia, exploraremos o que é saúde emocional, sua importância no contexto profissional e como é possível manter e impulsionar esse aspecto tão crucial. 

Além disso, veremos como o teste de personalidade pode desempenhar um papel importante na manutenção da saúde emocional.

Saúde emocional nas empresas: um guia para o bem-estar no trabalho

O que é saúde emocional?

A princípio, a saúde emocional refere-se à capacidade de compreender, gerenciar e expressar nossas emoções de maneira saudável e equilibrada. Nesse sentido, envolve o reconhecimento de nossos sentimentos, a capacidade de lidar com o estresse e a resiliência emocional para enfrentar os desafios da vida. No contexto profissional, a saúde emocional é fundamental para o bem-estar dos colaboradores e o sucesso das empresas.

Veja mais sobre saúde emocional!

Saúde emocional no trabalho

A saúde emocional no ambiente de trabalho é cada vez mais reconhecida como um fator-chave para a produtividade, satisfação dos funcionários e o bom clima organizacional. Nesse sentido, é fundamental que as empresas criem um ambiente que promova a saúde emocional, através de práticas como comunicação aberta, apoio emocional, gestão de conflitos e equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

Confira a live sobre saúde emocional e percepção de risco

Como mantê-la

Na verdade, existem diversas estratégias que podem ajudar na manutenção da saúde emocional no trabalho. Alguns exemplos incluem:

  1. Autoconhecimento: Conhecer nossas emoções, necessidades e limites é fundamental para cuidar da saúde emocional. O teste de personalidade pode ser uma ferramenta útil nesse processo, proporcionando insights valiosos sobre nossas características e como lidar com elas.
  2. Equilíbrio entre trabalho e vida pessoal: Estabelecer limites saudáveis e dedicar tempo para atividades que tragam prazer e relaxamento fora do ambiente de trabalho é essencial para evitar o esgotamento emocional.
  3. Práticas de autocuidado: Cuidar do corpo e da mente é fundamental para manter a saúde emocional. Isso inclui dormir bem, praticar exercícios físicos, alimentar-se de forma saudável, buscar apoio social e praticar técnicas de relaxamento, como a meditação.
  4. Comunicação efetiva: Estabelecer uma comunicação aberta e transparente no trabalho contribui para o fortalecimento dos relacionamentos, a resolução de conflitos e a construção de um ambiente de confiança.

Conheça ferramentas para melhorar a saúde emocional na empresa

Como o teste de personalidade ajuda na manutenção da saúde

O teste de personalidade é uma ferramenta valiosa para a manutenção da saúde emocional, pois proporciona um maior autoconhecimento. Ao entender nossos traços de personalidade, pontos fortes e desafios, podemos adotar estratégias específicas para lidar com o estresse, melhorar a comunicação e identificar áreas em que precisamos de desenvolvimento pessoal.

O teste de personalidade MAPA, por exemplo, avalia um conjunto de construtos organizadores da personalidade por meio de uma estrutura de fatores validada no Brasil e reconhecida pelo Conselho Federal de Psicologia, 100% digital e indicadores voltados para liderança, níveis administrativos e operacionais.

O instrumento é capaz de  identificar riscos de acidentes por meio de ciência e dados, as características e personalidade, além das relações com o trabalho. Além disso, traz à tona características de uma reação de estresse, verifica o grau de fadiga e exaustão e sintomas ansiosos ou depressivos. 

Uma das vantagens do teste é a possibilidade de detectar os casos que necessitam de intervenção e orientação. Algumas vezes, o colaborador pode requerer apoio psiquiátrico ou psicológico.

Impulsionando a saúde emocional

Além das estratégias individuais, as empresas podem impulsionar a saúde dos colaboradores por meio de iniciativas como programas de bem-estar, treinamentos em habilidades emocionais e apoio psicológico no ambiente de trabalho. 

Algumas empresas também utilizam plataformas de avaliação e acompanhamento da saúde emocional, como é o caso da MAPA, que oferece recursos e ferramentas para medir e promover o bem-estar emocional dos colaboradores.

Inclusive, contamos com o Inventário de Avaliação Psicossocial MAPA, que consiste em um questionário de autoavaliação que analisa fatores como saúde e bem-estar. Incluindo, ainda, características estruturais da organização do trabalho associadas a recursos fornecidos e demandas de diversas naturezas do trabalhador.

Com o inventário, é possível identificar os aspectos comportamentais, as características e o perfil psicológico do sujeito, bem como fatores de risco psicossocial atrelados às suas vivências para, assim, prevenir acidentes e doenças ocupacionais, por exemplo.

Por fim, é importante ressaltar que a saúde emocional não deve ser negligenciada, pois impacta diretamente a produtividade, o engajamento e a satisfação dos colaboradores. Ao investir na saúde emocional no ambiente de trabalho, as empresas criam um ambiente mais saudável, motivador e propício ao crescimento profissional e pessoal.

Na verdade, ela é essencial para o bem-estar e o sucesso tanto dos colaboradores quanto das empresas. No contexto profissional, é fundamental que as empresas adotem medidas para promover e manter a saúde emocional dos colaboradores. Isso inclui a criação de um ambiente de trabalho saudável, o estímulo ao autoconhecimento por meio de testes de personalidade, a adoção de práticas de autocuidado e a disponibilização de recursos e apoio psicológico.

Por fim, veja também:

Saúde emocional: não ignore os rinocerontes da sua empresa

Qual a relação entre saúde emocional e segurança do trabalho?

Saúde emocional dos profissionais de diversidade

Saúde emocional e riscos psicossociais no trabalho