Entrevista de emprego: como identificar se o candidato está mentindo

Entrevista de emprego: como identificar se o candidato está mentindo

Uma das responsabilidades mais desafiadoras dos gestores de RH é selecionar novos funcionários para a empresa. Isso envolve conduzir entrevistas com os candidatos e avaliar suas competências e qualificações. Mas como o gestor pode detectar se o candidato está sendo sincero ou não em suas respostas? A seguir, apresentamos algumas dicas que podem ajudá-lo a identificar sinais de mentira durante as entrevistas:

As mentiras mais comuns

O primeiro passo para identificar mentiras na entrevista de emprego é saber, ou ao menos ter uma boa noção, de quais são as mentiras mais comuns.

Uma das mentiras mais vistas nos processos seletivos é o nível de Inglês (ou outro idioma estrangeiro). Muitos candidatos afirmam ter nível intermediário, baseando-se talvez no nível da escola de idiomas que frequentam. Porém, na hora da prática, possuem uma habilidade muito limitada e mal conseguem conduzir conversas básicas.

Uma prática entre candidatos que interromperam os estudos é mentir sobre sua formação. Por exemplo, se o profissional não concluiu a faculdade, ele pode esconder essa informação, dando a impressão de que possui o diploma de Ensino Superior.

Vemos com frequência, ainda, mentiras relacionadas ao histórico profissional do candidato. Ele pode distorcer informações sobre sua experiência, suas responsabilidades no emprego anterior ou o motivo de seu último desligamento.

Sabendo que estas são as áreas em que os candidatos mais tendem a mentir durante uma entrevista de emprego, o gestor de RH pode estar mais atento. Então, é hora de aplicar nossas dicas do “detector de mentiras”.

Como identificar uma mentira

A primeira coisa a fazer é bastante prática: verifique o máximo de informações possíveis sobre o candidato. Isso pode ser feito até mesmo antes da entrevista começar, observando se há mentiras ou omissões no currículo.

Existem vários meios de verificar as informações. Você pode solicitar um diploma de graduação, um certificado de proficiência em idioma estrangeiro, uma carta de recomendação ou, até mesmo, ligar para o gestor do candidato em seu último emprego. Usar informações de redes sociais, como o LinkedIn, não é recomendável – afinal, se o candidato mentiu no currículo, estes perfis provavelmente também não são confiáveis.

Outra forma de identificar mentiras é fazer pequenos testes durante a entrevista de emprego. Esta é uma maneira eficiente de verificar se o candidato está mentindo sobre suas qualidades e capacidades, já que não há documentos que atestem esse tipo de informação. Assim, por exemplo, se o candidato afirma ter um perfil arrojado, o recrutador pode pedir que ele conte uma história que demonstre como ele colocou esse perfil em prática.

Postura do candidato na entrevista de emprego

Para identificar mentiras, também é preciso estar atento à postura do candidato durante a entrevista de emprego. Observe se ele oferece respostas muito genéricas, fala muito sem dar informação nenhuma ou desvia das perguntas feitas. Quando o candidato olha muito para baixo ou muda frequentemente de posição, esta linguagem corporal também sinaliza que ele pode estar mentindo.

Porém, cuidado para não julgar o candidato baseado apenas nestas avaliações subjetivas. A entrevista de emprego é uma situação de alta tensão para muitas pessoas, o que pode afetar sua postura – e não significa, obrigatoriamente, que o indivíduo esteja mentindo.

Quando um candidato mente na entrevista de emprego, o problema vai além das informações falsas. Mesmo que a mentira não tenha más intenções, ele está demonstrando uma atitude que, com toda certeza, não é compatível com os valores de sua empresa. Este é um tipo de comportamento indesejável e demonstra que aquele candidato não será adequado para fazer parte de sua equipe.

Você, gestor de RH, já se deparou com um candidato mentindo em uma entrevista de emprego? Compartilhe as suas experiências conosco nos comentários!

Fale conosco!